Funasa participa do monitoramento da qualidade da água no sul do Espírito Santo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
26 de fevereiro de 2021

Na última segunda-feira (22/02), a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) iniciou, junto ao Consórcio Intermunicipal de Saneamento Básico do Espírito Santo (Cisabes), coleta de amostras de água para realizar análises. O objetivo é monitorar a qualidade do recurso hídrico das Estações de Tratamento de Água (ETA) dos municípios de Alegre, Guaçuí, Mimoso do Sul e Vargem Alta, no Espírito Santo.

A ação conta com uma Unidade Móvel de Controle da Qualidade da Água da Funasa, que atuará em todos os municípios contemplados. A Unidade tem todos os materiais necessários para fazer observações de parâmetros exigidos pela legislação, tais como PH, Turbidez, Cloro, Cor, Flúor, Ferro, Manganês, Coliformes Totais e Escherichia Coli. Nesta primeira etapa, as análises serão realizadas semanalmente, entre fevereiro e março.

A química do Cisabes Ludimila Zacché visitará os Serviços Autônomos de Água e Esgoto (SAAE) para coleta em cada Estação. O servidor da Funasa Jorge Ferreira fará o acompanhamento das coletas. Serão colhidas amostras de diversas ETAs, quatro no município de Guaçuí, 12 em Alegre, seis em Mimoso do Sul, oito em Vargem Alta e quatro em Sooretama. Dessa forma, o controle da qualidade será ainda mais rigoroso.

Não serão feitas somente análises, mas os municípios também receberão instruções acerca da distribuição adequada dos recursos hídricos para os moradores. “Além das análises de água, vamos dar orientações técnicas sobre as melhores práticas laboratoriais, dentro dos parâmetros exigidos pela legislação. Nosso objetivo é auxiliar as autarquias municipais na garantia de distribuição de água de qualidade para a população. Esse é o nosso compromisso”, salientou Ludimila.

Ao monitorar a qualidade da água, a Funasa cumpre ativamente a missão de promover a saúde pública. A água devidamente tratada evita que a população se contamine com diversas doenças de transmissão hídrica, como ascaridíase, esquistossomose, diarreia, cólera, amebíase, toxoplasmose, giardíase, entre inúmeras outras moléstias.

“A  Funasa, cumprindo sua missão de promover saúde pública, acredita ser de grande importância o monitoramento da qualidade da água ofertada nos municípios. Sendo assim, em parceria com o Cisabes, disponibilizou o seu laboratório móvel, capaz de realizar análise de potabilidade da água, garantindo assim a qualidade da água entregue a população”, ressaltou o superintendente estadual da Funasa no Espírito Santo, Ayrton Silveira.

Funcionária da Cisabes coleta amostra de água para análise. Foto: Suest/ES.

Matéria veiculada no site da Funasa, clique aqui para visualizar.

Mais